Apesar de ser possível fazer SEO apenas com plugins, a medida não é aconselhável e vamos explicar os motivos.

Existem sim ferramentas úteis que ajudem no trabalho, mas depender apenas deles acaba sendo uma prática fraca em termos de custo-benefício e estratégia.


Fator humano

O SEO depende de um trabalho contínuo com foco no posicionamento de palavras-chaves com metodologias que dependem do fator humano.

Além do profissional, deve haver um trabalho em conjunto com o cliente e ele deve colaborar com os processos para que funcionem.

O Google está em constante mudança de seus algoritmos e é preciso acompanhar e fazer os ajustes a cada alteração.


Posicionamento sólido

Um trabalho bem feito de SEO seguindo as boas práticas do Google farão um trabalho sólido não cair inúmeras posições todas as vezes que acontecer uma atualização.

Assim como acontece em quem investe em black hat ou outras técnicas maliciosas. Além do risco de receber uma punição por parte Google serem grandes.

Afinal, existem muitas estratégias que fazem parte das diretrizes para webmasters. Portanto, escolher alguns certeiros e trabalhá-los bem são garantia para estar sempre bem posicionado organicamente.

Portanto, a longo-prazo será muito mais benéfico fazer um SEO de qualidade. Veja o que você pode fazer e um plugin não faz direito para você.


On-page

Esse tipo engloba mudanças na estrutura do site, com inserção de palavras-chaves em meta description, URL, imagens, headings, linkagens internas, entre outros.

A análise deve ser feita cuidadosamente e não apenas colocar palavras-chaves importantes aleatórias em páginas e imagens que nada tem a ver com o assunto, como muitos fazem.

Os algoritmos do Google estão cada vez mais apurados e as pessoas não são bobas. Imagine ser direcionado por causa de uma palavra-chave que nada tenha a ver com os interesses de buscas iniciais.

A ação mais óbvia é visitar a página e sair com desgosto. Esse tipo de clique não é benéfico para os negócios, já que é considerado um tipo vazio. Nada ajuda e não quer dizer que irá vender mais ou que está atingindo o público-alvo certo.


Off-page

Essa estratégia melhora a autoridade do domínio e da página com diversas ações para “mostrar” que o seu site é relevante para o Google.

Algumas ações envolvem apontamento de links externos de outros sites relevantes, trabalhar assessoria de imprensa, investir na produção de conteúdo original, fazer parcerias com guest posts, trabalhar SEO local, entre outros.


Descrição de produtos

Antigamente ter apenas descrições específicas do produto bastavam. Hoje em dia, o ideal é ter pelo menos 350 palavras de conteúdo original, relevante e que seja útil para o consumidor em sua decisão de compra. Portanto, quanto mais informações tiver melhor.

Por exemplo, se você vende roupa plus size, poderá falar mais sobre a modelagem, contar a história da padronagem, indicar truques de styling, dar dicas de moda em relação a peça, tendências, detalhar materiais e por aí vai.

Tudo o que for útil para a escolha do consumidor com inserção das palavras de maneira fluída e natural.

Todo o trabalho terá como objetivo fazer com o Google encontre suas páginas e entenda através de seus algoritmos o seu conteúdo.