Confira abaixo uma seleção das perguntas mais básicas para quem deseja abrir uma loja e-commerce e começar a vender na internet.

O que eu devo fazer para abrir uma loja e-commerce?

Primeiro, defina o produto que venderá na internet e pense em um nome para a loja. Então, deve registrar esse nome e conseguir as licenças e permissões burocráticas dependendo do tipo de produto.

Por exemplo, se escolher revender produtos médico-hospitalares será preciso uma licença da Anvisa, entre outros. Então, deve profissionalizar o negócio abrindo um CNPJ para poder emitir nota fiscal e ter uma abertura de crédito.

Depois, deve escolher uma plataforma de vendas e-commerce e iniciar a criação da loja online. Outra opção é criar um site e-commerce do zero.

Depois que o site for criado, deve-se cadastrar os produtos e acertar vários aspectos para lançamento, incluindo uma estratégia de marketing digital, incluindo SEO e Ads.

O bom das plataformas e-commerce é que elas costumam ter uma equipe de suporte para ajudar no passo a passo.

Se não quiser ou não puder se envolver nesses processos, as agências de marketing digital especializadas em e-commerce costumam oferecer esse serviço.

Quanto tempo demoro para lucrar?

A indústria do comércio online é lucrativa, mas para transformar o negócio em sucesso será trabalhoso, assim como se tivesse que montar uma loja física, mas com custos diferentes.

Pode levar de 18 a 24 meses para ver alguns resultados. É importante não mensurar o sucesso do negócio online de acordo com um ano de lucro, por exemplo. Quando se trabalha na internet, os resultados tendem a aparecer de médio a longo prazo. Se alguém promete resultados instantâneos, desconfie.

É difícil começar um e-commerce?

Depende do ponto de vista, ainda existe uma parcela de pessoas que não entende muito bem como a internet funciona, por exemplo, e para esse grupo é um pouco mais trabalhoso explicar como um e-commerce opera.

Derrubando essa barreira, montar uma loja não é um bicho de sete cabeças, pois existem plataformas dedicadas a isso que oferecem sites com domínios e estrutura para hospedar e fazer uma loja online funcionar.

No entanto, a parte de logística, entrega, cadastro de produtos, definição de preços, estoque, marketing, publicidade ficam por conta da pessoa que deve contratar um time para cuidar desses detalhes.

Por trás da tecnologia da loja e-commerce ainda são funcionários que devem operar toda a estrutura que faz um e-commerce funcionar. Apenas com exceção de algumas funções que podem ser automatizadas.

Quanto custa montar uma loja e-commerce?

O custo de montar uma loja profissional varia entre plataformas. Se não conseguir fazer essa busca sozinha/o, a melhor indicação é entrar em contato com uma agência de marketing digital ou um consultor para guiar a escolha. Não vamos deixar valores, pois eles podem sofrer alterações por parte das plataformas e as necessidades de cada negócio são únicas.

Agora, se decidir criar um site do zero, os custos envolverão contratar um desenvolvedor web front-end, um back-end, um profissional de conteúdo e um designer gráfico para cuidar da estética e imagem da marca. Isso inicialmente, depois será preciso cadastrar os produtos, inserir as descrições de produtos, imagens, entre outros.

As lojas online ofertadas pelas redes sociais são diferentes das lojas e-commerce profissionais. Geralmente, elas são micro ambientes para oferecer produtos de forma limitada, quando um site e-commerce terá toda uma estrutura completa, com categorias diferentes e várias páginas para quem tem uma grande quantidade de produtos para vender e busca melhores posições.